UFSCar Tem Primeiro índio Do Brasil Que Faz Mestrado

06 May 2019 14:38
Tags

Back to list of posts

<h1>Pimentel EXTINGUE A Carreira De Mestrado E Doutorado Em Minas Gerais! No Conclus&atilde;o Do Ano anterior !</h1>

<p>O Certificado Digital De Conclus&atilde;o Dos Cursos E Workshops (PT) alegou ao Sind-UTE/MG que vai extinguir a carreira de Mestrado e Doutorado no Estado de Minas Gerais. Ora, o governo acha que os estudantes do estado de Minas Gerais n&atilde;o merecem ter professores mestres e doutores atuando ao lado de eles? Um professor que dedica 4 anos de sua vida fazendo uma busca de doutorado, aprendendo a desenvolver uma tese in&eacute;dita e aprendendo a construir projetos, melhora ou n&atilde;o melhoria tua vis&atilde;o e sua pr&aacute;tica durante o tempo que educador?</p>

<p>Claro que melhora. S&oacute; uma concep&ccedil;&atilde;o educacional med&iacute;ocre e m&iacute;ope como a da Secretaria de Educa&ccedil;&atilde;o do Governo Pimentel em Minas Gerais proporia extinguir as carreiras de mestrado e doutorado no Estado. Esses projetos pra e pelos estudantes surgem, &agrave; capacidade que temos percep&ccedil;&atilde;o de que n&atilde;o podemos continuar no arroz com feij&atilde;o pedag&oacute;gico.</p>

<p>Estas reflex&otilde;es s&atilde;o feitas durante nosso procedimento de cria&ccedil;&atilde;o continuada nos cursos de mestrado e doutorado. Dia vinte e nove de abril votarei em prol da GREVE em Minas Gerais e continuarei denunciando essa mediocridade do governo do PT em MG. Foi para essa finalidade que derrotamos o PSDB em Minas Gerais? Essa &eacute; a p&aacute;tria educadora do PT? Quer extinguir os mestres e doutores da rede estadual para n&atilde;o ter intelectuais na apoio das escolas denunciando os desmandos da faculdade p&uacute;blica, Pimentel? Compartilhem esse texto: n&atilde;o deixem a mediocridade de gera&ccedil;&atilde;o educacional imperar em Minas Gerais.</p>

<p>Trabalhava de segunda a segunda. Mal dormia e comia. Quase perdi cota do pulm&atilde;o por um descolamento da pleura num contratempo de bicicleta que causei em raz&atilde;o de queria morrer. Tive um s&eacute;rio defeito de melancolia no decorrer do mestrado. N&atilde;o cheguei a comparecer a um m&eacute;dico, mas o choro antes de dormir denunciava meu estado.</p>

<ol>

<li>Per&iacute;odo do curso (se imediatamente est&aacute; conclu&iacute;do ou ainda no fim de contas)</li>

<li>Cederj abre 6.081 1000 vagas a dist&acirc;ncia pro 2&ordm; semestre</li>

<li>4 Associa&ccedil;&otilde;es Estudantis</li>

<li>9550 (S&atilde;o Francisco/Moradia Branca)</li>

</ol>

[[image https://www.amamex.org.mx/Cursos_de_Capacitacion/Catalogo-de-Cursos2.png&quot;/&gt;

<p>Cheguei a travar diante da sala de aula, devido &agrave; press&atilde;o que sentia. Estud&aacute;vamos de 12 a 14 horas por dia. Resenh&aacute;vamos 500 p&aacute;ginas por semana. Os professores riam das nossas caras quando tent&aacute;vamos mostrar recentes ideias e interpreta&ccedil;&otilde;es. A bolsa n&atilde;o pagava nem sequer o aluguel. O terrorismo acad&ecirc;mico &eacute; realista.</p>

<p>At&eacute; nesta ocasi&atilde;o, escrevendo este texto, sinto meu sangue ferver de raiva e &oacute;dio pelo que me fizeram atravessar. Ainda bem que fui consciente: posterguei meu sonho de ser acad&ecirc;mico, entretanto ganhei minha exist&ecirc;ncia de volta. Finalizei e resolvi alterar de &aacute;rea de pesquisa. Portal Jur&iacute;dico Investidura, Florian&oacute;polis/SC, vinte e cinco Nov iniciar um novo est&aacute;gio no doutorado.</p>

<p>Fiz mestrado, doutorado e p&oacute;s-doutorado no mesmo laborat&oacute;rio. O mais comum s&atilde;o estudantes sem possibilidades, tristes, sem adquirir olhar a luminosidade no final do t&uacute;nel. V&aacute;rios amigos e colegas tiveram depress&atilde;o. Duas pessoas do meu laborat&oacute;rio tiveram paralisia facial. Uma amiga, bem como do laborat&oacute;rio, teve um surto psic&oacute;tico no ano anterior. Foi horr&iacute;vel. E nossa chefa nem sequer queria avisar a fam&iacute;lia, que vive em Recife. Chamou-me de alarmista e imatura. Mesmo depois de de ter conclu&iacute;do a p&oacute;s, um certo trauma ficou. Eu ainda n&atilde;o consigo atravessar um conclus&atilde;o de semana sem constatar culpa por n&atilde;o estar trabalhando, vendo um postagem, escrevendo um &quot;paper&quot;. &Eacute; uma loucura que s&oacute; domina quem passa.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License